Semana dos calouros de 2020 adiada na Universidade de Aberdeen

A Universidade de Aberdeen anunciou que adiará o início do ano letivo de 2020/21. O mandato deveria começar em 7 de setembro, mas foi adiado para 21 de setembro (20 para o Qatar).

Em um e-mail para os alunos, a universidade disse: O Senado da Universidade aprovou um atraso de duas semanas para o início da sessão acadêmica 2020/21, e isso dará algum tempo para que todos nós nos adaptemos ao nosso novo ambiente, e para prepare-se para a nova sessão.



fotos de diferentes tipos de vaginas

Ele informou aos alunos que a universidade estava pedindo a nossa equipe para começar a se preparar para a sessão 2020/21 planejando o fornecimento online, que estará disponível para alunos que não podem viajar para o campus, ou que substituirá o ensino presencial no caso de restrições continuadas em setembro de 2020.



Todos esperamos poder ministrar aulas presenciais no campus em setembro. No entanto, caso isso não seja possível, também nos prepararemos para o ensino e aprendizagem de uma forma que permitirá que você comece seus estudos online e faça a transição para o estudo no campus quando as circunstâncias permitirem.

coisa mais bizarra para fazer na cama
A imagem pode conter: Bebida, Bebida, Fotografia, Retrato, Foto, Pessoas, Bandeira, Símbolo, Vestuário, Vestuário, Festa, Rosto, Pessoa, Humano

Noites de calouros selvagens serão colocadas em espera



Eles continuaram: Nossa abordagem envolverá a criação de comunidades online de aprendizagem em paralelo com a aprendizagem no campus. Para muitos alunos, isso significará iniciar o novo semestre online quando necessário e continuar seus estudos pessoalmente e no campus, quando for possível.

Para os alunos que começam o semestre online, pedimos que trabalhem conosco, e com seus colegas, para criar a mesma atmosfera vibrante e amigável online que é tão característica de nossa comunidade no campus.

como me torno um cientologista

A universidade afirmou, no entanto, que esta alteração de data só se aplicará ao ano letivo de 2020/21 e pretende voltar ao calendário letivo estabelecido em 2021/22.



Isso ocorre após o anúncio de que a universidade está trabalhando para produzir uma política de não prejuízo para os exames deste ano.